PROVEDORES REGIONAIS TERÃO 25% DO MERCADO DE BANDA LARGA FIXA
21 de fevereiro de 2019

NO AVANÇO DAS CONEXÕES DE BANDA LARGA, CEARÁ É O DESTAQUE

As conexões de banda larga fixa continuam avançando no Brasil. Em janeiro de 2019, segundo dados divulgados pela Anatel no dia 27 de fevereiro, foram registrados 31,2 milhões de contratos ativos, o que representa salto de 0,24% em relação a dezembro de 2018 e crescimento de 6,49% nos últimos 12 meses. Em janeiro, o serviço conquistou 74,9 mil novos assinantes.

Dos quatro grandes grupos, a empresa que apresentou maior crescimento percentual foi a TIM, com um aumento de 230.958 contratos (+55,29%) em relação a janeiro de 2018. A Oi apresentou perda de 339.545 clientes (-5,41%). As prestadoras de pequeno porte registraram juntas 7,364 milhões de contratos de banda larga fixa. A fibra óptica chegou a uma base instalada de 5,785 milhões em janeiro de 2019. Um ano antes, a base era de 3,266 milhões. A tecnologia mais usada no Brasil ainda é o xDSL, mas vem perdendo mercado. Em 1 ano, perdeu 832 mil assinantes, encerrando janeiro de 2019 com 12,222 milhões de assinantes.

Em todos os estados houve crescimento no número de clientes em 12 meses, exceto Roraima, que teve redução de 784 clientes (-2,06%). Um importante destaque ficou por conta do Ceará, estado que apresentou o maior aumento percentual em relação a janeiro de 2018, com 123.053 novos contratos (+16,51%). O potencial de negócios do mercado de telecomunicações, e do Ceará em particular, poderá ser conhecido em detalhes no Congresso RTI de Provedores de Internet e Data Centers, que acontece de 10 a 11 de abril no Centro de Eventos de Fortaleza.